Contratação de mão de obra dedicação exclusiva por SRP. Possível?

Olá, colegas!

Há a necessidade de contratar postos de trabalho de tradutores intérpretes de libras, cuidadores e ledores/revisores mas a equipe de planejamento afirma não conseguir estimar a quantidade necessária a ser contratada.
Será que é factível realizar a contratação via SRP?
Eu tenho dificuldade em visualizar como seria.

A empresa X ganha o pregão para todo o grupo, por exemplo, que contém 3 itens com 20 postos cada item.
Eu contrato inicialmente 5 postos para cada um dos itens.
Passado 4 meses necessito de mais 10 postos para cada item. Será que isso é possível?
Opções:

  1. Aditivo de contrato?
  2. Algo específico no texto da minuta do contrato (contrato limitado ao valor global cheio considerando os 20 postos para cada item)?

Estou tentando sair um pouco “da caixinha” para verificar se é possível esta abordagem de SRP.
O que vocês acham?

Obrigada!

Possível é. Na época da expansão do meu órgão foi uma estratégia utilizada para a abertura de inúmeras unidades, em que a data precisa de início das atividades era desconhecida).
Entretanto, já ouvi falar (mas sem precisar um contrato para tomar de exemplo) de postos que são ativados ou desativados conforme a necessidade.
O que mais me preocupa é o fato de que a equipe de planejamento não conseguiu chegar a uma quantidade necessária, o que já complica todo o andamento da contratação. Por que não chegou? Tem sequer uma ideia aproximada de quantos seriam os postos, por tipo e quantidade? Senão você não chega a uma resposta básica que é o quanto vai custar.
Outro ponto… aí você desconhece o quantitativo necessário, vai contratando “conforme necessidade”, mas aí vê que a solução planejada jamais poderia ser atingida com o recurso disponível.

Acaba sendo uma possível burla aos princípios do SRP, fica parecendo querer um atalho ou não se preocupar com limites orçamentários, e não ter uma solução definitiva mais bem desenhada.
Observe que no caso que citei da minha unidade, era um exemplo clássico: cidades distintas, entregas parceladas e datas imprevistas. Aí o SRP serviu para agilizar o processo de licitação e quando da efetiva ativação das unidades foi uma forma ágil de suprir rapidamente à demanda, bastando formalizar contrato de baixa de preços já registrados.

1 Like