Supressões em contratos (25%)

Prezados colegas, boa tarde.
Surgiu-me uma dúvida a respeito da supressão em contratos administrativos, referentes aquele valor de 25%.
Conforme o § 1o do Art.65, “O contratado fica obrigado a aceitar, nas mesmas condições contratuais, os acréscimos ou supressões que se fizerem nas obras, serviços ou compras, até 25% (vinte e cinco por cento) do valor inicial atualizado do contrato”.
Bom, a lei é clara ao dizer que a supressão é no contrato, todavia, achei melhor pesquisar.
Eu, como fiscal administrativo, gostaria de recomendar a supressão em 25% do contrato. Ocorre que o contrato possui 2 itens em seu objeto, e gostaria que diminuísse bem mais de um item do contrato, do que do outro item. Isso é legal?
Seria,aproximadamente, reduzir em 30% um item e 20% do outro item, sendo a supressão inferior ao valor final de 25% do contrato.
A dúvida, final, que me veio foi somente se posso diminuir em proporções diferentes nos itens, não ultrapassando o valor final de 25% do valor do início do contrato.
Atenciosamente,
Naab dos Anjos de Sousa

1 Like

Prezado Naab,

Nesse caso, sempre manifesto entendimento de que cada item é, na verdade, um contrato autônomo, ainda que em instrumento único com as mesmas partes. A divisão em itens é conveniente para a administração que não se vê na circunstância de realizar várias licitações, resolvendo tudo em um único procedimento.

Diante disso, considero que o limite de 25% deve ter por base de cálculo os cada item do contrato, não sendo possível proceder da forma que mencionou.

Todavia, lembro que supressões, desde que por acordo com o fornecedor, podem superar o percentual estabelecido na 8.666/93.

Abraço.