Gestor, Fiscal Administrativo, Fiscal Técnico de Contratos

Servidores públicos federais que atuam como gestores e fiscais de contratos não conseguem mudar de área, ter novos aprendizados em outros áreas da APF, pois ninguém quer assumir a gestão de contratos, a fiscalização técnica e administrativa.

Vejo que todo servidor deveria atuar, 3 anos, em gestão de contratos para oxigenar as áreas e dar oportunidade de servidores que hoje realizam esta tarefa 5, 6, 7 anos e não conseguem deixar a área de gestão de contratos. Sabem porque? Não ninguém para substituí-los. Essa absurdo vai ao encontro da necessidade de modernizar um serviço público caro para o contribuinte, lento, burrocratico e auto-referido