Lançamento novo cotação eletrônica

Bom dia, embora em pleno apagão do Painel de Preços e do PGC mesmo havendo normativas de sua obrigatoriedade as mudanças continuam.
É de fato expressivo a necessidade de mudanças, más é visível a falta de planejamento e consideração com os órgãos que precisam das ferramentas para auxiliar em seus processos.

1 Like

As mudanças propostas pela SEGES mais que eram necessárias. As apresentações de lives são úteis e ajudam bastante, temos que reconhecer todos os esforços.
As consultas públicas também são de grande valia. Sinto falta de um retorno, vejo que vários apontamentos são feitos, porém não existe um retorno do que não foi acatado e uma justificativa.
Alguns sistemas são lançados sem antes consultar quem está na linha de frente, e no momento da execução aparecem grandes falhas que são de difícil correção.
Apresento elogios, agradecimento e críticas, porque eu quero o melhor para o serviço público, quero eficiência, agilidade economia e legalidade.
Retirar sistemas do ar para lançar novas versões no futuro não faz sentido algum.
A norma permite a alteração no PGC no ano de sua execução, preciso alterar mas o sistema está fora do ar, quem está descumprindo a norma?
Mesmo sem orçamento precisamos iniciar os processos de compras e contratações, a principal ferramenta está fora do ar. Podemos utilizar os outros parâmetros mas com muito menos eficiência.
Me sinto desamparado.

2 Likes

Todo o ciclo de vida do Sistema de Planejamento e Gerenciamento de Contratações - PGC me parece um exemplo de falta de planejamento.

É só lembrar que a primeira versão do sistema lançada em 2018 tinha funções para incluir dados dos Estudos Preliminares e Gerenciamento de Riscos, que foram completamente removidas e hoje, pouco mais de três anos depois, são sistemas completamente novos. Por conta dessas situações envolvendo o PGC é que fiz várias contribuições na consulta pública da Instrução Normativa do Plano de Contratações Anual. Acredito que tenha sido uma das pessoas que mais tenha apresentado contribuições nessa minuta, tendo em vista o quanto esse sistema atrapalhou a gestão no nosso órgão mais do que ajudou.

Ademais, outras iniciativas também foram lançadas e não tiverem efeitos práticos ou treinamentos prometidos. É o caso da Portaria Seges/ME nº 21.262, de 23 de setembro de 2020, que estabelece procedimentos referenciais para a composição da planilha de custos e formação de preços nas contratações de serviços com regime de dedicação exclusiva de mão de obra. Toda a eficácia da portaria está vinculada a divulgação dos cadernos logísticos que, passado mais de um ano da publicação da norma, ainda não foram divulgados.

Para piorar o cenário, no caso da vigilância, subsiste um caderno logístico de 2014 ainda não atualizado sequer para a Instrução Normativa Seges/MP nº 5, de 2017. Instruindo um processo de contratação desse tipo de serviço, acaba sendo necessário despender muito tempo e esforço para justificar o motivo de não estar cumprindo uma portaria que, em regra, está produzindo seus efeitos no mundo jurídico.

Outro exemplo é a centralização das contratações de que trata a Portaria Seges/ME nº 13.623, de 10 de dezembro de 2019. Segundo o FAQ da Portaria, seriam oferecidos treinamentos em janeiro de 2020 a repeito, mas acredito que até hoje isso não tenha acontecido.

Compreendo, contudo, que erros são inerentes à atuação humana e apesar de todos esses problemas, parabenizo a gestão atual do Departamento de Normas e Sistemas de Logística - Dlog, pois me parecem sempre dispostos a melhorar e oferecer sistemas melhores possíveis. Inclusive, sempre que precisei de orientação normativa, obtive respostas claras e num tempo razoável (inclusive para fazer frente a apontamentos meio absurdos de órgãos jurídicos e de controle).

1 Like

Bom dia. Temos que agradecer as inúmeras melhorias, mas estamos já quase iguais ao pato, que voa, anda, canta, nada, más não faz nada direito.
Muitas ferramentas incompletas que aumentam o trabalho e ineficientes. Falta escutar quem vive uma realidade muito diferente.

1 Like