Ferias de tercerizado

Bom dia, gostaria de saber uma opiniao de voces.
Somos um hospital, e temos tecerizados em varias unidades do hosptial, geralmente quem determina as ferias dos tercerizados sao os gestores de cada uidade , pois eles sabem que mes tem a menor demanda.Sei tambem que a empresa e que determina as ferias dos seus empregados, e essa empresa quer limtar as ferias de seus empregados , ou seja so x em janeiro, y em fevereiro, z em março, acontece que for dessa forma pode comprometer todo o serviço das unidades . O que podemos fazer? aceitar e alerta a empresa de que se ela fizer dessa forma podera ser penalizada se prejudicar os serviços do hosptital? e uma informacao adicional , nao temos substtuiçao.

@falcao!

Sob a ótica da Administração, não importa quem estará de férias, e sim que o posto esteja ocupado e funcionando. Durante as férias é para a empresa contratada substituir o funcionário e manter o posto funcionando.

E, de toda forma, a Administração não pode ingerir na gestão do pessoal terceirizado. Eles são subordinados ao patrão e não à tomadora dos serviços.

5 Likes

Causou curiosidade o questionamento. Durante as férias do pessoal terceirizado não há substituição dos postos?

1 Like

@falcao Eu sugiro que para a próxima contratação, vocês estudem e avaliem bem a possibilidade de incluir um IMR-Instrumento de Medição de Resultados que permita que o hospital avalie a qualidade do serviço entregue pelos empregados dedicados neste contrato e não diretamente gerencie as substituições de férias. Com habilidades bem definidas e diretrizes de desempenho, independente de quem a empresa colocar para executar os serviços, o serviço que eles entregam deverá ter a qualidade que o hospital espera. Há de funcionar! :raised_hands:

4 Likes

Penso ser fundamental verificar os termos do contrato. Sem essa informação fica difícil tomar qualquer decisão, pois presumir a necessidade de o posto estar ocupado é uma coisa e constar em contrato é outra. Se o contrato não prevê substituição em férias e licenças dos empregados e se não define o período em que o posto pode ficar sem pessoal, não há como cobrar isso do prestador.

2 Likes