Anexo D IN 05/2017 - Planilha de formação de preços para Motoristas

Prezados,

Gostaria de saber qual a fonte de informações para compor planilha de formação de preços para contratação de serviços de motoristas, exclusivamente para as os itens:

Submódulo 2.2 - Encargos Previdenciários (GPS), Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e outras contribuições.

Módulo 3 - Provisão para Rescisão

Módulo 4 - Custo de Reposição do Profissional Ausente

Módulo 5 - Insumos Diversos

Módulo 6 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro

Quanto ao módulo 5, o custo majoritariamente será de uniformes, o qual pode ser obtido por meio de pesquisa de preços das peças que compõem o uniforme considerando a periodicidade para substituição?

Sobre o módulo 6, minha dúvida é como estabelecer o custo indireto (quais parâmetros são considerados?) e qual percentual de lucro considerar?

Por fim, gostaria de saber dos nobres colegas se dispõem de uma planilha dessa para serviço de motorista para utilizar no processo de contratação (licitação)?

Prezado, não é uma contratação, em princípio, diferente das demais relacionadas com dedicação exclusiva de mão de obra.
Minha sugestão inicial é tomar uma CCT de paradigma para formar estes custos, especialmente para verificar se existe algum direito diferenciado relacionado à categoria.
Destaco que motorista, a depender do caso, pode ou não atuar em viagem, e aí como é feita a indenização de viagem (“diárias e alimentação”).

Aqui é trivial, é só seguir o referencial das demais categorias. Observo, entretanto,q ue provavelmente a periculosidade da profissão deve ensejar um custo previdenciário mais alto, mas precisa confirmar.

Também segue o padrão, salvo se houver alguma excepcionalidade em CCT.

Aí vou novamente na questão dos deslocamentos e da natural exposição a risco. Eu analisaria, se possível, dados de fontes públicas, pesquisas, CAGED etc, para certificar se há algum risco majorado para a profissão e qual seria sua quantificação.

Como você bem disse, o insumo é, basicamente, o uniforme. Mas pode haver outras coisas, de acordo com o que vocês precisam: vão querer um kit de primeiros socorros, ferramentas de reparo emergencial etc?

Neste caso, mais uma vez, segue o padrão.

Resumindo, não é uma contratação excecpional, mas tem umas pequenas peculiaridades.
Sobre o uniforme, recomendo que faça pesquisa de mercado com empresas locais, dentro da qualidade que esperam para o produto. Acaba, na prática, sendo um caminho mais razoável e justo do que ir direto no painel de preços ou outras contratações públicas, em que eventualmente o padrão de qualidade exigido é discrepante do de vocês (a maior ou a menor).