Perda e Recuperação de Cargos

Ninguém é obrigado a conhecer leis estaduais e municipais. Quem as invocar provar-lhe-á o teor, conforme determina o art. 337 do Código de Processo Civil.

Assim sendo, nos limitaremos ao exame do Estatuto dos Servidores Públicos Civis Federais (Lei 8.112, de 1990), frente ao Código Penal, Código de Processo Penal, Código Civil e à própria Constituição Federal, para trazermos as polêmicas a respeito de servidores, ora protegidos, ora perseguidos, no serviço público, e as consequências principais que permeiam a sua demissão e recuperação (reintegração) do cargo.

Ninguém deve ser tão inocente, principalmente no Brasil, onde predomina a corrupção generalizada e o crime organizado, a ponto de imaginar que, no serviço público, não existam servidores perseguidos e, principalmente, protegidos, isso e realidade que poucos observam principalmente de quem mais têm a função de observar os gestores de pessoas sou favorável a uma reforma administrativa no carreirão que faça concurso público para tais funções e DAS! A reforma ao invés de que muitos falam e para racionalizar gastos e otimizar serviços tanto licitatórios e etc…o concurso público e a base da MERITROCRACIA para tais cargos vitais