(Ipea) Os Ensinos Público e Privado no Brasil e a Incidência de Sobre-Educação no Mercado de Trabalho

A sobre-educação, situação em que a escolaridade do trabalhador é mais elevada que a considerada necessária na sua ocupação, está normalmente associada a uma série de resultados negativos no mercado de trabalho. A baixa qualidade da educação costuma ser apontada como um dos fatores responsáveis pela incidência de sobre-educação, na medida em que trabalhadores com determinado nível educacional não estariam capacitados para exercer as atividades compatíveis com o número de anos de estudo que completaram. Este texto tem como objetivo investigar a relação entre a rede de ensino e a probabilidade de sobre-educação no Brasil, explorando as diferenças de qualidade entre as instituições públicas e privadas. De acordo com os resultados, entre os indivíduos com o ensino médio completo, os egressos de escolas da rede pública têm maior probabilidade de ser sobre-educados que os que saíram de escolas privadas, que geralmente apresentam melhor qualidade de ensino nesse nível educacional. Por sua vez, aqueles que concluíram a formação superior em instituições públicas, em média melhores que as privadas, possuem menor probabilidade de ter um emprego que não exige esse nível de escolaridade.
http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=35520&Itemid=448

1 Like