Planilha de custos e formação de preços - Tem como enxugar?

Prezados, boa tarde.

Sei que a planilha de custos é complexa e cheia de adicionais disso e daquilo. Mas seria possível remover algo delas? Tentei enviar um exemplar desse ano mas o GestGov não permitiu.

Algum colega saberia me dizer se é possível suprimir algo?

Atenciosamente,

Guilherme de Menezes
Administrador - CAMPUS JUÍNA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO
Linha J, Setor chácara. Cx 255, CEP: 78320-000 Juina - MT (66) 3566-7303

Guilherme!

O Anexo VII-A da IN 5/2017-SEGES/MP fixa expressamente que a planilha não só pode como DEVE ser adaptada “às especificidades do serviço e às necessidades do órgão”:

7.7. O modelo de planilha de custos e formação de preços previsto no Anexo VII-D desta Instrução Normativa deverá ser adaptado às especificidades do serviço e às necessidades do órgão ou entidade contratante, de modo a permitir a identificação de todos os custos envolvidos na execução do serviço, e constituirá anexo do ato convocatório a ser preenchido pelos proponentes;

Ronaldo,

Sim é verdade, mas há diversas linhas cobrando uma dezena de coisas que oneram o custo por funcionário (anexo). Será que não tem como tirar nada daí? São tantos penduricalhos! 0,20% disso, 0,45% daquilo… 2% daquilo outro… me pergunto se é realmente necessário pagarmos tudo isso.

01.IFMT (MT) PRE 10.2018 - Cozinheiro (08.11.2018) Repac 2019 Cto 01.2019.xlsx (157 KB)

Guilherme,

Se são custos legalmente obrigatórios não tem como tirar da planilha. Precisa analisar se no seu caso tais custos existem. Se não existirem, retira.

A planilha da IN não está pronta e acabada para NENHUM tipo de serviço e eu penso ser impossível existir uma planilha que sirva para todo e qualquer serviço. Ela DEVE ser ajustada caso a caso.

Obrigado, vou analisar item a item se é possível retirar. Abraço!

Guilherme, dá pra simplificar, sim, agrupando alguns componentes. Mas “eliminar” custos é mais complicado. Teria que comprovar que não é aplicável.

Ok Franklin, o jeito vai ser consultar item a item na legislação. São coisas demais!

Que elementos vc desconfia que poderia “eliminar”?